segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

MANGÁS BASEADOS EM ARTES




Certo dia lendo a sessão de perguntas da revista Neo Tokyo, esbarrei em uma que questionava sobre quantos mangás existentes haviam sido baseados em contos de fadas. Tomando este ponto como base, resolvi fazer por conta própria uma lista com todos os mangás que EU já li os quais foram adaptados de alguma forma de materiais como livros, personagens históricas e outras formas de arte.

Começando, por que não, pelos mangás Hentais, afirmo que o principal representante neste tema é Senno Knife. Pouco conhecido aqui no ocidente, este manga-ká é notório por trabalhar encima de obras mundialmente conhecidas, moldando-as para um erotismo sensual sem ofender os leitores mais sensíveis. (uma boa leitura para quem busca um material erótico sem qual quer tipo de apelação grotesca).

Dos trabalhos de Knife, apenas dois foram publicados no Brasil pela Ed.Conrad, “Sade” e “Tempest”. O primeiro, baseado nas obras do Marquês de Sade, figura-chave do sadomasoquismo, intercala contos adaptados do marquês com textos de outros autores, ilustrados primorosamente por Senno em um traço quase Shoujo, o mesmo estilo aparece no segundo titulo, também uma adaptação literária, agora da obra homônima de Shakespeare (“A tempestade”). Ainda existe mais uma obra baseada na literatura erótica, Decameron (conhecido aqui por “Decamerão – a comédia do sexo”) assinado originalmente pelo poeta italiano Bocaccio. Esta ultima, infelizmente não deu as caras por aqui.


Seguindo para os contos de fada, um verdadeiro poço onde todo tipo de manga-ká bebe, buscando inspiração de tempos em tempos, podemos falar desde os traços deliciosamente melancólicos de Kaori Yuki aos traços fofos e macabros de Junko Mizuno.

Para quem acompanha os trabalhos de Kaori Yuki, esta manga-ká de shoujo e shonen-ai amplamente conhecida, sabe que o jogo de claro e escuro feito por ela já faz parte do pacote, brincado com o horror e o belo na mesma proporção, usando de cantigas infantis para apoiar uma série de assassinatos. Os principais representantes de Kaori Yuki dentro da classificação “Contos de fadas” são:



Cruel fairytales
Ludwig_Kakumei (contos de fadas adaptados aos moldes de Yuki)
Cond Cain+Godchild (neste aqui, ela apenas faz referencias aos contos da mamãe gansa)
Camelot garden - baseado no livro "os cavaleiros da tavola redonda" thomas malory

Definir Kaori Yuki é uma missão quase impossível, por isso vou me abster a expressar minha fascinação pela forma como ela adaptou com maestria os materiais para criar estes títulos que eu recomendo.

Na outra ponta da mesa esta Junko Mizuno, esta manga-ká utiliza da sensualidade kawaii de suas personagens para desenvolver histórias nonsenses que lhe renderam o sucesso internacional. No Brasil, suas versões distoricidas de “Cinderella”, “Hansel&gretel” e “The little mermaid” chegaram na surdina e foram publicados em edições encadernadas sem grande alarde. Uma pena para os possíveis leitores.

O importante que se deve frisar quando começamos a ler Junko Mizuno é que, não devemos nos deixar levar pelos traços quase infantis de suas pin-ups miniaturizadas, pois todas elas escondem uma sede irrefreável por sangue e violência. Talvez tenha sido essa intercalação entre o grotesco e o fofinho que a fez tão reconhecida e controversa.
TRABALHOS DE JUNKO MIZUNO
Ainda falando de contos de fadas, podemos citar uma antologia Shota chamada “Shounen Iro Zukan 9 Otogikko 02”, sem tradução para nenhum idioma ocidental até agora, nas paginas vemos contos dos irmãos Grimm como “chapeuzinho vermelho” e “a pequena sereia” transformados em material puramente shota. (isso prova que TUDO pode ser moldado).
CAPA DE SHOUNEN IRO ZUKAN 9 OTOGIKKO 02
Quando o assunto é literatura mundial, todos os manga-kás tem um titulo para oferecer, desde a adaptação fidelíssima de “Interwiew with the vampire” por Udoh Shinohara, baseado na obra de Anne Rice (“entrevista com o vampiro”) até a releitura mais livre do livro "Les miserables" de Vitor Hugo que resultou nos dois volumes de “le portrait de petit cossette” assinado por Asuka Katsura.

LE PORTRAIT DE PETIT COSSETE DA OBRA "LES MISERABLES" DE VITOR HUGO

ALÉM DOS TITULOS CITADOS ACIMA AINDA TEMOS:

Lost boys - Itsuki kaname (baseado no livro Peter Pan)

Swan lake - Higuchi Tachibana – (baseado na peça homonima de tchaikovski)

O mangá coreano “1001 Night”

Ludwig II - You Higuri - baseado em fatos reais

Anastacia club (baseado na princesa desaparecida da dinastia russa, Anastacia Romanoff)

O vale das bonecas de hasebi yuri (inspirado no livro homonimo de...)

A coletânea de fairy tales shoujo-ai assinadas por Sakura Shio & Ruri Hozuki (**)

A rosa de versailles - Ryoko Ikeda (baseado na vida da rainha da França, Maria Antonieta) (**)

Princess Diana (baseado em fatos reais) (*)

Swan de Kyoko Aryoshi (baseado em ballet clássico) (*)

Os que contem (*) podem ser encontrados no: http://www.mangafox.com/
Os que contem (**) podem ser encontrados no site: http://www.lililicious.com/  

Já os projetos de Senno Knife podem ser baixados no site: http://globalcomix.blogspot.com/  

E “Shounen Iro Zukan 9 Otogikko 02” pode ser encontrado em: http://www.nekoshota.blogspot.com/


(AVISO, OS SITES ACIMA CONTEM MATERIAL
INAPROPRIADO PARA QUEM TE MENOS  DE 18 ANOS)


Obrigada por ler e até um proximo artigo
porque, ser otaku também é cultura.
Reações:

Um comentário:

  1. nossa muito interessante, eu já tinha lido algo a respeito dessas adaptações mas nunca havia aprofundado muito o tema. ótimo post :}

    ResponderExcluir

Oi, nos diga o que achou do post!

 

Social Profiles

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest

Progresso dos projetos

  • Devore ou Seja Devorado (Novel)
    50%
  • Groupie
    60%


  • New York, New York
    23%


  • Tsuyogari
    50%


  • Honey&Honey
    20%

Nossas redes sociais

Chatbox

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Blog Archive

BTemplates.com

Copyright © Tenou's House Layout by: Misaki | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com